Casais Inteligentes não se separam

Outro dia  estava conversando com alguns conhecidos sobre casamento e etc. Falávamos sobre diversos aspectos como: porque as pessoas se separam? porque as pessoas não conseguem manter seus casamentos? Quais seriam os sentimentos interessantes de ter para que não separar?. A discussão corria solta, até que em certo ponto uma das pessoas disse uma frase que, na hora, considerei genial.  Disse ele, que manter um casamento é uma forma de Inteligência… isso mesmo… inteligência

foto de casal inteligente que envelhece junto

foto de casal inteligente que envelhece junto

Hoje não faltam teóricos (eu não me considero um deles pois não possuo nenhuma formação na área) e estudiosos que esauriram o assunto. Alguns vão pela vertente de falta de valores, preceitos e etc. Outros dizem que a culpa é da midia que vincula novelas e etc que estimulam a dita destruição da família, outros dizem que excesso de egoísmo, etc… mas ninguém diz que é falta de inteligência.  E se analisarmos direitinho, veremos que faz muito sentido.  Claro que aqui, não estou considerando aqueles relacionamentos onde o respeito foi embora, ou onde há agressão física,  entre outras coisas parecidas.

Insisto de novo que não estou considerando aqui aqueles relacionamentos que acabam por motivos bastante plausíveis:  agressão, abandono, etc.

Acredito que falta de inteligência não esteja no ato de separação em si, mas sim nos erros que são cometidos que levam ao casal a querer acabar com o relacionamento. Um dos que considero pior, e as novelas, por exemplo a atual, adoram promover, é a traição. Romances adoram histórias de mulheres que se veêm apaixonadas por outros homens devido a falta de paixão em casa de seus cônjuges … ou então de homens que buscam o sexo em braços mais jovens.   Isso é a maior balela que já escutei. Se falta algo no seu casamento, com certeza deve ser o diálogo.  Pessoas inteligentes conversam, expõe seus ponto de vistas e chegam a um consenso. MESMO, para o sexo.

Dialogo homem e mulher

Dialogo homem e mulher

Casais inteligentes que não conseguem resolver seus conflitos sozinhos procuram ajuda. Muitas vezes um problema pode ser resolvido com uma boa terapia. Conheço histórias onde uma pessoa do relacionamento possuia traumas vindos de infância que geravam um comportamento que estava acabando aos poucos com o casamento.  Ao se curar desses traumas, o relacionamento foi para outro patamar e hoje, os dois não são mais vistos longe um do outro.

Um outa coisa é que casais inteligentes sabem que existem diferenças e que todos precisamos de nossa dose de individualidade.  Não há grandes cobranças.  Na grande maioria dos casos de separação, existe histórias de grandes expectativas e cobranças.

Bem, por fim gostaria de dizer que é claro que inteligencia aqui não é apenas graduação escolar e sim sabedoria e capacidade de discernimento.  Por fim, o convite que deixo e o da reflexão.

About these ads
Etiquetado , ,

33 comentários sobre “Casais Inteligentes não se separam

  1. mario disse:

    Novembro 6, 2009
    Concordo plenamente com a coerência textual apresentada por ti no texto “Casais inteligentes não se separam”, pois percebo que o casamento não é o fim da liberdade individual, mas sim o início de uma feliz individualidade compartilhada pelo casal.

  2. helio disse:

    Casais Inteligentes não se separam agosto 22, 2009
    Posted by aoqfonseca in família, natureza humana.
    Tags: casais, inteligencai, separação
    trackback

    Outro dia estava conversando com alguns conhecidos sobre casamento e etc. Falávamos sobre diversos aspectos como: porque as pessoas se separam? porque as pessoas não conseguem manter seus casamentos? Quais seriam os sentimentos interessantes de ter para que não separar?. A discussão corria solta, até que em certo ponto uma das pessoas disse uma frase que, na hora, considerei genial. Disse ele, que manter um casamento é uma forma de Inteligência… isso mesmo… inteligência
    foto de casal inteligente que envelhece junto

    foto de casal inteligente que envelhece junto

    Hoje não faltam teóricos (eu não me considero um deles pois não possuo nenhuma formação na área) e estudiosos que esauriram o assunto. Alguns vão pela vertente de falta de valores, preceitos e etc. Outros dizem que a culpa é da midia que vincula novelas e etc que estimulam a dita destruição da família, outros dizem que excesso de egoísmo, etc… mas ninguém diz que é falta de inteligência. E se analisarmos direitinho, veremos que faz muito sentido. Claro que aqui, não estou considerando aqueles relacionamentos onde o respeito foi embora, ou onde há agressão física, entre outras coisas parecidas.

    Insisto de novo que não estou considerando aqui aqueles relacionamentos que acabam por motivos bastante plausíveis: agressão, abandono, etc.

    Acredito que falta de inteligência não esteja no ato de separação em si, mas sim nos erros que são cometidos que levam ao casal a querer acabar com o relacionamento. Um dos que considero pior, e as novelas, por exemplo a atual, adoram promover, é a traição. Romances adoram histórias de mulheres que se veêm apaixonadas por outros homens devido a falta de paixão em casa de seus cônjuges … ou então de homens que buscam o sexo em braços mais jovens. Isso é a maior balela que já escutei. Se falta algo no seu casamento, com certeza deve ser o diálogo. Pessoas inteligentes conversam, expõe seus ponto de vistas e chegam a um consenso. MESMO, para o sexo.
    Dialogo homem e mulher

    Dialogo homem e mulher

    Casais inteligentes que não conseguem resolver seus conflitos sozinhos procuram ajuda. Muitas vezes um problema pode ser resolvido com uma boa terapia. Conheço histórias onde uma pessoa do relacionamento possuia traumas vindos de infância que geravam um comportamento que estava acabando aos poucos com o casamento. Ao se curar desses traumas, o relacionamento foi para outro patamar e hoje, os dois não são mais vistos longe um do outro.

    Um outa coisa é que casais inteligentes sabem que existem diferenças e que todos precisamos de nossa dose de individualidade. Não há grandes cobranças. Na grande maioria dos casos de separação, existe histórias de grandes expectativas e cobranças.

    Bem, por fim gostaria de dizer que é claro que inteligencia aqui não é apenas graduação escolar e sim sabedoria e capacidade de discernimento. Por fim, o convite que deixo e o da reflexão.

  3. tania española disse:

    hola…estoy muy triste pq acabo de me separar…soy trankila y ao mesmo tempo activa…mio marido se kedo sem trablaho p mais de um ano…e nesse tempo trablahei sozinha ,sustentava a casa de tudo,nosso padrao de vidaq era muito bom…e sempre eramos muy amigos..a.te q de uns 3 mses um amigo comecou a frenquentar nossa casa…e nao sei o q passou…ele comecou a chamar meu marido p se divertir e dar apoio as drogas…eu lutei muito p ajudar meu marido conseguir um trabalho vajamos 6 vezes a outra capital p isso,e um da antes dele comecar a trabalhar descobri q ele e o amigo tinham alugado otra casa e iam viver juntos….fazer festinhas…estou em choque emocional,nao quero nem sair de casa…trabalho bem e nunca dependi dele p nada…estou perdida e o q me ajuda e q tomo 3 pastillas ao dia para suportar essa putada…nunca privei meu marido de nada…e naos ei onde errei…me ajudem com alguma ideia para sair dessa dolor…nao o quero mais…vivo na España…e me siento atraicionada p eles,pq eu sou muito boa e me esforco muito…

    • aoqfonseca disse:

      Carla, você não errou em nada. Seu marido fez uma escolha de não querer viver mais com você. Peço sinceramente que abandone esse sentimento de culpa pois nada ajuda e para mim, como toda sinceridade, ela não é sua. Quando digo que casais inteligentes não se separam é porque ambos, veja bem, ambos, são inteligentes e escolhem viver junto por inúmeros motivos.
      Se me permite um conselho: procure por uma ajuda profissional – um psicólogo. Era irá ajudá-la nesse luto do casamento e ter forças para reconstruir a sua vida. Não insista no sentimento de culpa, pense em responsabilidade.
      A escolha do seu marido nada tem relação com seu esforço, foi apenas uma escolha dele. Pense nisso

  4. Jorge Luiz Francisco disse:

    Boa Tarde!

    31 anos de casado, erros e acertos, no entanto, infelizmente so os erros são lembrados, errei mas redimi ha mais de 4 anos, o tratamento dispensado tem sido dos piores, enfim é preciso atitude e espero que seja separação, nem que seja, uma separação que considero inteligente.
    Posuso duas casas, uma proximo ao trabalho dela, outra na praia, aposentado e em atividade, acredito que chegou ahora de parar de trabalhar, 56 anos de idade, ela, 53.
    Penso que se eu parar e for morar na praia resolvo o problema, assim, posso vir e ficar em casa sem traumas ou discuções, é como se nada houvesse acontecido, o tempo passa, a morte chega, pra que procurar outra?
    Quero saber se acha interessante essa atitude?

    Obrigado.

    • Andre Fonseca disse:

      Meu amigo acredito que precisam conversar de forma franca. Caso isso não seja possível procure por ajuda, seja de um psicólogo, amigo ou qualquer outro. O importante é que antes de partir para uma separação, conversem de forma sincera e sem a intenção da mágoa e sim de resolver as coisas. Precisam entender a dimensão dos problemas, ou dos monstros como chamo, antes de tomar qualquer decisão.
      Acho interessante a idéia de uma afastamento temporário para que possam pensar em suas vidas e no silencio do isolamento repensarem oque desejam. ACredito que a separação deva ser a última saída. Resgatem o namoro. Saia de casa. Aparece e a namore novamente. Reconquiste-a e deixe-a te reconquistar também.
      Será inteligente se souber conduzir a situação no caminho que seja melhor. Estou as ordens para caso precise de ajuda.

      • Maria disse:

        Concordo, a nossa inteligência, permite nos entender e ao outro, ajuda a manter o casamento, construir valores, reconhecer méritos e compreender as dificuldades, o diálogo é o meio para que possamos nos bem relacionar, porém as expectativas quando frustradas nos sabotam, nos atordoam, provocam ressentimentos, dificultam o relacionamento. Manter sintonia quanto as expectativas, realmente é uma lição de inteligência.
        Hoje estou sentindo uma dor enorme, por causa da minha separação, a familia fica doente, mas entendo que temos direito a fazer escolhas pessoais e nem sempre existe “sintonia” quanto a elas.
        Muito obrigada pelo seu texto, entrei na internet pra procurar algum alento com certeza me ajudou muito.

      • Andre Fonseca disse:

        Fico feliz que tenha gostado do texto. EScrevi baseado em alguns outros textos e livros que li sobre o assunto. Fico mais feliz ainda se pude te ajudar com alguma coisa. Como você mesmo disse nós temos direito de escolha e por isso nem sempre conseguimos salvar um casamento. Mas nem por isso devemos perder nossa fé na família.
        Acredito, sinceramente, que esta seja uma oportunidade que a vida está dando para que alguém que vá fazê-la feliz aparecer. Para entrar algo é preciso que tenha espaço em nosso “quarto”. Por isso por vezes temos que jogar fora ou até perder para que possamos adquirir algo novo.
        Creio que em si. Dedique-se a você. Se melhore como ser. Volte para academia, permita-se pequenos luxos, curta esse tempo contigo. Procure se conhecer melhor. Invista na sua carreira e nos seus filhos se for caso.
        Quem sabe sua alma gêmea não está próxima esperando você brilhar para te ver.

      • ETIENE disse:

        OLÁ,
        GOSTEI DE SEU COMENTÁRIO.
        ABRAÇÃO!

  5. Silas disse:

    Bom analisando esse texto queria realmente que essa fosse a minha situação, mas infelizmente tenho um casamento que me sufoca estamos á 06 anos juntos e sinto muito vezes sufocado, ela é muito mimada muitas vezes fico sobre carregado com todas as obrigações do dia dia o dialogo é muito difícil de acontecer ela é muito intolerante e perde o controle de tal forma de querer discutir em tom alta e agressivo, fico triste com tudo isso, pois temos um filho de apenas 02 anos e tenho um ensinamento religioso que devemos cumprir aquilo que prometemos perante Deus e as testemunhas da igreja; Entendo a sua fase ou a nossa fase temos um casamento com muitas dividas ela estuda o filho ainda é muito pequeno ela trabalha distante de casa eu trabalho no período noturno;
    Mas por que todas essas situações se apresentem não é hora de disser besteiras e falar com agreções e aplicar essas agreçoes às vezes até física, com isso o sentimento diminui ou acaba os sonhos e planos vão para o ralo;
    Realmente eu não sei o que fazer não queria ter que terminar o meu casamento, pois eu amo a minha família, mas anda muito difícil até de pedir ajuda, pois ela não confia em ninguém e não gosta de dividir os problemas com ninguém;
    Por favor, me aconselhe …

    • Andre Fonseca disse:

      silas, Já que é uma pessoas religiosa, primeiro se apegue a suas crenças, com certezas elas o acolherão e te acalmarão. Nesse primeiro momento é o que mais precisa. De mente tranquila será capaz de ver melhor a situação. Muitas vezes a agressividade é uma defesa. Eu explico. Somos agressivos e falamos alto para que ninguém veja o que realmente está acontecendo conosco. Muitas vezes é uma forma de esconder nossas fragilidades e frustrações.
      Outra coisa que digo é que busque resolver seus problemas financeiros. Uma coisa que aprendi com a vida é que ninguém tem sossego sem um monte de dívidas e preocupações materiais válidas. Separar não vai ajudar e os problemas só piorarão pois vocês ficarão sobrecarregados e sem ninguém para compartilhar. Pense nisso. Separar não resolve. Só piora.
      Como disse é uma fase e por isso tem data de início e fim. Reuna suas forças e tente suportar. Ela vai te agradecer pelo apoio e creio, sinceramente, que no final tudo se resolverá. Reze e peça por força e muito amor. Siga em frente. Pelo seu filho.
      Aos poucos, nos momentos que tiverem juntos, conversem, com a voz bem baixa, como se estivesse cochichando. Isso os obrigará a ficar perto, a sentir um o calor do outro. Leve para sair. Veja se sua mãe ou sogra podem ficar uma noite com o menino. Saia. Namore. Viva. Precisam sair da rotina de pai e mãe e voltar a namorar um pouco.
      Traga flores. Se ela perguntar porque, apenas diga que são para enfeitar a casa. Trazer alegria. Ela ficará desconfiada mas deixe. Um pouco de ciúmes não faz mal.
      Sempre que precisar estaremos por aqui para ajudar.

  6. Fabiana disse:

    Estou muito triste porque já foi difícil admitir que eu e meu marido já não sentimos amor um pelo outro. Somos mais amigos que se querem bem do que namorados que se amam. Estamos juntos desde o colegial, temos uma historia linda, crescemos juntos, sempre um apoiando o outro em todos os sentidos. Juntos conquistamos muitas coisas, temos uma filha de 4 anos. Mas há algum tempo me sinto vazia por dentro não sinto amor, mas me sinto responsável pelo bem estar dele. Ele da mesma maneira esta cada vez mais distante e já me disse que também não se sente mais atraído por mim, mas quer-me perto dele. Nós dificilmente brigamos. Ele esta tão apático quanto eu. Não sei mais no que pensar. Temos 33 anos somos jovens e eu sinceramente gostaria de ser admirada, desejada e amada. Já conversei com ele sobre o assunto, já falei em terapia, ou em viagem, mais ele se irrita e foge do assunto como se o problema não existisse. Estou pensando em me separar, não consigo mais manter a aparência que esta tudo bem. Porque parece não ter nada, além de uma historia em comum. Mas não sei ao certo se conseguiria viver sozinha.

    • Andre Fonseca disse:

      Inteligência está também no fato de sabermos a hora de continuar insistindo ou parar. Acredito que chegou o momento de parar e seguir para a próxima. Qualquer fique a vontade de postar por aqui e vamos conversando.

      • Silvana disse:

        Tenho 20 anos de casamento. Passamos por crises, apatia, por uma série de dificuldades, mas sinto uma alegria enorme por termos superado tudo isso, por estarmos juntos. Amar é um verbo, é ação, não é um mero sentimento. Amamos a quem servimos, por isso amamos tanto nossos filhos. Quando vem um sentimento de vazio é hora de agir, não de esperar do outro,mas de agir. É hora de fazer algo especial para agradar o outro, sem esperar nada em troca, é hora de procurar enxergar as qualidades e as coisas boas que o outro faz. E, sobretudo, lembrar que a decisão da separação sempre deixa marcas difíceis, especialmente nas crianças. Além de servir, cuide de si, procure estar atraente, sentir-se bonita. Hoje, depois de nossas crises e dificuldades, temos um relacionamento tranquilo, e descobrimos que somos ótimos parceiros. Ele não gosta de fazer muitas coisas que eu gosto. Tudo bem, fazemos juntos o que gostamos, as outras coisas eu faço sozinha, de vez em quando. É muito fácil deixar de cuidar do casamento e se acomodar. Hoje, isso é muito claro pra mim… preciso estar atraente pra mim, inovar, mudar o cabelo, sair pra ver coisas novas… eu convido meu marido, se ele não quiser ir, vou com um irmão, uma amiga, mas, de vez em quando, digo que sinto sua falta, sem cobranças, e ele acaba indo comigo. Esta é a maneira dele de me amar. Acredito na fidelidade absoluta na casamento e saio sempre pra fazer coisas que ele saiba com certeza que faria na frente dele, mas ao me ver arrumada, cuidada, a indiferença não permanece. Não se deixe enganar, ame seu marido de todo o coração (praticando o amor, servindo, preparando algo especial pra ele, agindo como a esposa mais dedicada do mundo) e cuide de si mesma, tornando-se a mulher mais bonita e feliz que puder. O retorno é inevitável.

  7. any disse:

    ESTOU PASSONDO POR UM MOMEMIUTO DIFICIL COM MEU MARIDO.ele sai para trabalha as seis da mahna, e chega as dez da noit, quando ele chega ja e hora de dormi e nao tem tempo pra mim,me sinto so as veses chega esttressado e o tempo vai passando e cada dia nosso amor vai se acabando
    quero saber o que faco para pra recontruir nosso amo. me
    ajuda ..

    • Andre Fonseca disse:

      Diane, antes de mais nada uma boa conversa sempre ajuda. Converse de forma aberta e sincera. Exponha os fatos e sentimentos de forma aberta sem rodeios ou floreios. Seja direta para que não fique dúvidas. Faça isso com muito amor no coração e com o sentimento de querer acertar as coisas.
      Por muitas vezes o trabalho nos suga toda energia nos deixando inertes para a vida fora dos escritórios. Diga para seu marido que seguindo assim pode ser que perca sua família. Seja firme com ternura que só uma mulher consegue.
      Não desista. E seja feliz.

  8. keroline disse:

    por favor me responda…no meu caso meu marido não sabe resolver uma discução sem me agredir fisicamente ou verbalmente…tenho um grau elevado de formação e uma vida financeira equilibrada vivemos de aparencia pois todos dizem que somos o casal perfeito…tenho crises fortes de dores te estomago…não suporto mais acredito que não sinto mais amor,apenas frustração como que se fosse alguo em que fracassei,mas ele não aceita ajuda…por mais que falamos sobre o assunto chega o primeiro momento de turbolençia vem a agreção…dépois ele ainda me diz que eu sou culpada pois sei que ele é assim…quer dizer não tenho o direito de ficar nervosa de me impor sem apanhar sem ser xingada…tenho muita vergonha de admitir o que passo em quatro paredes…eu e ele somos agradaveis, inteligentes…bem sucedidos mais derepente ele perde a cabeça como se tudo fosse mentira…

    • Andre Fonseca disse:

      Keroline, por favor antes de mais nada procure ajuda profissional. Sou totalmente contra agressões e sou muito duro com as pessoas que comente tais crimes. Por isso, avise para seu marido que as agressões devem parar ou então procure uma delegacia da mulher. A lei Maria da Penha está aí para isso. Vejo que o rompimento no seu caso não é uma opção simples por isso volto a sugerir ajuda e acompanhamento profissional. Quando falo que casais inteligentes não se separo me refiro aos dois. No seu caso não vejo essa inteligencia que não só vindo de ti. Pessoas que agredim não são inteligentes.
      Por favor, se afaste e procure ajuda. Estou aqui as ordens.

  9. Andre Fonseca disse:

    Mylla, acredito que seja esse seu nome. Primeiro preciso te falar sobre sua relação extraconjugal: Cuidado. Não descarto a possibilidade de aí existir um sentimento verdadeiro, mas em minha pouco experiência de vida, o que sempre vi foram homens que se aproveitam de momentos de fragilidade de mulheres. Por isso, insisto no aviso, cuidado.
    A base para qualquer relacionamento é a confiança. Sem ela fica impossível seguir. Por isso o que mais precisar fazer agora é buscar ajuda profissional. Digo isso pois precisa resolver seus conflitos para que possa dar os próximos passos. Não adiante você se separar do seu marido sem entender pois, provavelmente, irá transferir o protagonista da história.
    Tudo perdeu o encanto pelo fato de ter caído na rotina. Quebre-a, mude tudo. Não estou dizendo para manter o casamento ou separar. Estou dizendo para mudar a si mesma e ver como o mundo reage frente a isso.
    Novamente aconselho buscar um psicologo e juntos darem um passo importante para um renascimento.

  10. Muito obrigada!! disse:

    Muito obrigada pelo carinho e atenção.
    Felicidades!!!

  11. helaine disse:

    Eu ja havia refletido sobre isso…ter sabedoria,inteligencia e ai como fazer isto sozinha?Hoje sinto muito por compartilhar o meu espaço com uma pessoa tao “burra” e sem força de vontade para mudar e fazer o proximo feliz!Separar ou continuar acreditando em milagres?

    • Andre Fonseca disse:

      Precisamos ter a inteligência de saber até onde devemos e podemos ir. No seu caso, a primeira coisa que é necessário é uma conversa sincera e franca. Coloque seus pontos. E procure entender o ponto de vista do outro. Isso é a inteligência da qual eu falo. Porém, que fique claro, que não falo de ficar junto quando tudo indica o contrário. Se colocar na posição do outro é também ver se vale a pena continuar.
      Conversem e sejam honesto um com outro e no final, juntos, tomem uma decisão.

  12. laurinda disse:

    oi !! queria um conselho estou numa situação muito complicada o meu noivo converteu-se no Islão, e a minha família não aceita isto , mas eu amo-o muito não sei se vou conseguir me converter também ali uma vês k sou católica ta todo complicado , todo . e ele também não deixa a religião para ficar comigo!!! aguda-me por favor!!!

    • Andre Fonseca disse:

      Esse tema de religião é algo bem complicado. A filosofia Islã é bem bonita e cheia de aprendizados. O problema, de qualquer coisa, está no radicalismo. Eu pessoalmente penso que religião é apenas filosofia… o que importa é o seu sentimento com Deus e seu semelhante. Fui criado dentro de um dogma bem católico nem por isso sou católico hoje. Creio em Deus.
      A dica é a conversa. Converse e sempre tolerância com a diferença pois ela enriquece a quem a aceita. E sempre que precisar estarei por aqui.

  13. Antonio Miguel disse:

    Ultimamente tenho questionado muito por que as pessoas se separam. Concordo que pessoas inteligentes não se separam e a escolaridade não tem nada a ver com isso. Na televisão as novelas dão uma força. mas é a intolerância e principalmento o egoismo os maiores motivos . Se eu tivesse algum poder decretaria que casais com filhos menores não poderiam se separar, seria proibido ser egoista e se apaixonar por outra pessoa e deixar a família. Antes de terem filhos ao pensar em separação o casal deveria refletir em todos os motivos que fizeram com eles estivessem juntos . Mas, depois de terem filho esse seria o motivo suficiente para continuarem juntos. Eu penso que algumas pessoas com a desculpa de ter o direito de ser feliz, abandonam o casamento e filhos na mais completa infelicidade.

    • Alfredo disse:

      Antonio, li seu comentário. Em meu caso, a justificativa era a impossibilidade de continuar em casa em um ambiente que estava prejudicando a convivência até com os filhos. Às vezes, para ser feliz em casa é preciso sair dela.

    • clara disse:

      Concordo demais. Acho desleal demais um dos dois simplismente ‘resolver’ ser feliz com outra pessoa deixando filhos e o outro a Deus dará.. Tudo com duas pessoas inteligentes se resolve.

  14. Alfredo disse:

    Saí de casa em novembro/2011. Hoje estou tentando recuperar a esposa que tanto traí. E a quem tanto amo. E a quem amei a vida inteira. Mas li algumas coisas nesse texto sobre a nossa falta de inteligência no relacionamento. E a gente acha que amar é suficiente. Carreguei coisas da infância, da religião, preconceitos, pra dentro do casamento, e não consegui associar o sexo ao amor. Aprendi q são 2 coisas diferentes, e q podem conviver separadamente. Esse texto, de parabéns sr. André Fonseca, me comprova q não é assim mesmo. Estou tentando voltar, pois a falta de confiança em que isso é possível é muito grande.
    A solução é conversar muito, e buscar uma terapia de casais…
    Pior ainda é ser julgado pela sociedade como uma pessoa ruim, mentirosa.
    Aos que lêem isso, e estão na dúvida sobre como levar seu relacionamento com a pessoa que ama, por favor, dêem chance até o último momento. Procurem ajuda profissional para, se for o caso, deixarem a casa de vocês sem dúvidas sobre se foi ou não o melhor caminho.

  15. Não assisto nenhuma novela, mas nos intervalos dos programas passa o “resumo” do que está acontecendo e é o suficiente para vermos tudo o que citou no texto e muito mais que acontece nas novelas.

    Ainda hoje a tarde conversava com meu filho de 11 anos e ele me dizia:
    As novelas só ensinam coisas ruins, vingança, vingança, vingança.
    O Chavez ensina coisas boas, “A vingança nunca é plena, mata a alma e a envenena”.

    Na hora achei engraçado, mas lendo esse texto me fez refletir.

  16. Mulheremae disse:

    Não consigo esquecer a dor de ser traída no momento mais difícil da minha vida. Sou casada há 4 anos e nunca traí meu marido, vivemos felizes durante anos de namoro e também no casamento, mas quando engravidei de trigêmeos meu marido ficou muito assustado e eu também, não planejamos ter três filhos de uma vez. Fiquei muito feliz porque queria muito ser Mãe, mas ele arrumou uma amante no trabalho e ela começou a jogar tenis com ele, ela teve a maldade de me ligar aos 6 meses de uma gravidez de risco para me avisar que estava jogando com ele e que queria fazer o meu chá de bebê, na hora eu não entendi direito o recado dela, acho que Deus me tampou os olhos e ouvidos para que eu pudesse levar a gravidez até quase no oitavo mês e meus filhos nascessem saudáveis.
    Quando nossos filhos nasceram prematuros foram direto para a UTI para ganhar peso, nesse momento ela se aproveitou e para ir na fazenda com ele beber cachaça e ele a apresentava como colega de trabalho. Depois que nossos filhos foram pra nossa casa ela começou a exigir que ele saísse de casa, ela me enviava mensagem pelo celular me mandando ir embora da cidade, mas eu não podia ir porque não tenho dinheiro nem para alugar um lugar para morar com meus filhos, perguntei pra ele se ele queria se separar e ele sempre dizia que não, me tratava bem e que precisava de um tempo para acabar tudo com ela.
    Outra mensagem dela me chamando de burra por manter meu casamento com um homem que dormia com ela, mordia o ombro dele e me escrevia para contar, um horror.
    Que mulher malvada e sem sentimento que destruiu minha gravidez porque não aproveitei muito sabendo que ela trabalhava com ele, destruiu minha maternidade porque era só ele chegar no hospital para ver os bebês e logo chegava uma mensagem dela querendo saber onde ele estava.
    As pessoas me contaram que ele mentia pra ela que não dormia comigo, pura mentira, ele nunca dormiu fora da nossa cama, sempre foi super carinhoso e me falava que tinha pena dela e medo do pai dela matar ele.
    Hoje nossos filhos estão crescendo e saudáveis graças a Deus e se eu não tivesse três filhos dele talvez não suportasse essa dor, mas eu preciso dele para criar os bebês e eu gosto muito dele ainda. Por isso eu sofro calada e espero a Justiça que vem de Deus, tudo que ela me fez passar ela vai acertar com Deus em algum momento, porque Deus me ajudou a suportar tamanha maldade, dor, sofrimento, desespero e vergonha.

  17. Val disse:

    Oi, também sou mais uma com dificuldades no relacionamento. Estamos juntos há 03 anos, temos uma história de 21 anos de ida e volta e sentimos que somos um do outro, só que tivemos outros relacionamentos e os dele foi muito conturbados, inclusive o ultimo ainda o pertuba e ele quer que eu o entenda, mas sinto muita insegurança pelo fato de morar longe e nos vermos só 02 dias na semana. Ele trabalha muito e não se permite ter mais tempo pra nós. Passamos por uma crise agora de traíção, ele fala que é mentira, nao tive provas, mas tudo indica que foi verdade. Acabei atingindo ele verbalmente e está magoado, ele me fez sentir a vítima da história. Mesmo acontecendo isso tudo não queremos acabar nosso casamento, porque sempre deixamos claros que realmente nos amamos, quero reconquistá-lo. O que faço para ele não buscar outras fora do nosso casamento, me ajudem.

  18. Dina disse:

    olá!
    Estou casada há 24 anos, tenho 48. Sou mulher bonita, bem nascida, educada, independente. Meu marido tb tem 48 anos. Ele esta bem gordo, vive distante, sou a mulher mais solitária do mundo. Tenho dois filhos lindos, casal, 17 e 11. Estou com meu marido pq tenho meus filhos. Há uns 10 anos descobri que ele tinha namorado. Isso mesmo, ele transava com homem. Foi um barraco. Meus filhos nada sabem e por mim nao saberão nunca. Ele é um pai perfeito e quero que continuem pensando assim. Há 10 anos nao transamos nem nunca mais transarei com ele… nao existe ex gay né? Não queria me separar. Faço terapia e sou mto religiosa, isso ajuda pra caramba.
    Sofro. Sofro bastante. Casei pra ficar junto pro resto da vida. Ele é gentil, bacana, mto bem sucedido, levo vida com mto conforto. Ele nega e negará sempre seus relacionamentos… mas assume que nunca tivemos vida sexual. Em 24 anos juntos, transamos umas 15 vezes. Só! Ele falava que me amava, e que a falta de sexo não tinha nada a ver com o amor dele… era um problema do casamento mto comum nos casais. Quero viver um amor de verdade. Sei que os relacionamentos são difíceis, mas viver uma farsa a vida inteira é uma judiação, não acha?

  19. Marcia abreu disse:

    Sou casada a trinta e sete anos e meu marido e eu nos amamos muito, trabalhamos juntos e ficamos lado a lado 24 horas por dia. Num determinado momento de nossas vidas, ainda jovens decidimos por abandonarmos nossas carreiras e trabalharmos juntos para podermos desfrutar a companhia um do outro. Fizemos a escolha certa, talvez hoje tivéssemos mais grana, quem sabe? Porém a troca foi boa pois nada substitue o prazer de você estar com a pessoa amada. Muitas pessoas invejam nosso relacionamento, mas na hora de pensarem em si mesmos não pensaram duas vezes, temos amigos com boas aposentadoria e sozinhos enquanto nos continuamos ralando mas juntos e felizes com nosso trabalho. A vida e feita de escolhas, e ser inteligente na hora defaze- lãs faz toda a diferença. Porisso sou de acordo, casais inteligentes não se separam
    Rogerio e Márcia Abreu Casal lavanderia Salvador Ba

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: